Gestarmauriti's Blog

RELATÓRIO GESTAR II | junho 30, 2010

Da Teoria a Prática – TP1

Conteúdo: Linguagem e Cultura

Relatório do Documentário: Línguas: Vidas em Português

Aluna: Francisca Mary Ane do Nascimento Ramalho Furtado

RELATÓRIO

– DOCUMENTÁRIO –

“VIDAS EM PORTUGUÊS”

O texto que se pretende relatar aborda acerca da temática “Não há língua portuguesa”, e sim, “línguas em português’, extraído do Documentário – Línguas: Vidas em Português que tem por finalidade mostrar a dimensão da Língua Portuguesa, nas suas diversas formas de expressão, nos continentes e lugares onde fixou morada. Trata-se de filme de grande valia, tendo em vista que traz informações importantíssimas para todos, especialmente, para os falantes da língua em estudo.

A origem do referido documentário nasceu na década de 90, quando o diretor Victor Lopes viajava para Lisboa, momento em que, teve a idéia luminosa de pesquisar sobre a Língua Portuguesa, pois, ele , natural de Moçambique, Continente Africano, com nacionalidade portuguesa e domiciliado no Brasil, teve a oportunidade de conviver diretamente com língua em destaque nas suas diversas formas, sendo transmitida de um país para outro.

Para fundamentar a sua pesquisa viajou por vários Continentes, que são: África, Ásia e América, oportunidade em que viveu a emoção de conviver bem próximo com a língua portuguesa sendo expressada por milhões de pessoas através de sotaques diversificados. Em Moçambique (África), Japão e Goa (Ásia) e Brasil (América), há respectivamente 8, 300, 60 e 170 milhões de pessoas falantes da Língua Portuguesa.

A título de informação, é relevante enfatizar que o acervo cultural com que conviveu nos inúmeros países, foi o eixo norteador de toda a sua pesquisa, entrevistando pessoas conhecidas e desconhecidas, intelectuais, estudados e leigos.

No mencionado documentário, retratou personagens renomadas, como por exemplo, José Saramago, Mia Couto, etc., bem como pessoas desconhecidas, visto que, para ele o relevante é que fizessem uso da língua portuguesa, na medida em que é isso que faz a língua caminhar na comunidade e entre as comunidades. Reportou-se, ainda, a questão do latim, o qual morreu, porque ficou sendo usado apenas pela igreja e pelo estado, enquanto que o denominado latim vulgar, isto é, o falado nas ruas propagou-se, desdobrando-se depois para as línguas românticas, quais sejam: Italiano, Espanhol, Português, Francês e Romeno. Em sua pesquisa, constata-se que a Língua Portuguesa possui sotaques diferentes nos lugares em que ela é a língua nativa, mas, somente no Brasil, possuem diversos falares, por isso pode-se afirmar que trata-se de uma língua aberta, permeável. No entanto, o francês é falado do mesmo jeito em qualquer lugar.

Em Lisboa, José Saramago comenta que a facilidade que temos para expressar nosso pensamento está estreitamente vinculado com o nosso acervo cultural, com a quantidade de palavras que conhecemos.

O documentário retrata a cultura de vários povos e sua forma de compreender o mundo, sonhos e expectativas.

Dentro deste contexto, merece destaque o que Mia Couto fala, a respeito de dois mundos, no que se refere a cultura, então vejamos: Inhaca é o nome de uma ilha, localizada à entrada da baia de Maputo, no sul de Moçambique. A referida ilha fica apenas a uma distância de 30 km de Maputo. Então, quando alguma pessoa necessitava sair da ilha para Maputo, por exemplo, os habitantes organizavam um ritual. É, como se organizassem uma cerimônia de despedida para alguém que fosse para um lugar bem distante e não tivesse data para retorno.

Mia Couto, afirma ainda, que quando pesquisamos, não só viajamos no espaço geográfico, viajamos por pessoas.

Em síntese, pode-se afirmar que o documentário é altamente instrutivo, trata da linguagem e cultura, mais especificamente, mostra diversos falares do português, sendo expressado por diversos povos. Tal conhecimento com certeza enriqueceu e ou complementou o conteúdo estudado no Curso GETAR II – Teoria e Prática 1.

Anúncios

Publicado em Uncategorized

Deixe um comentário »

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

About author

The author does not say much about himself

Pesquisar

Navegação

Categorias:

Links:

Archives:

Feeds

%d blogueiros gostam disto: